Nadadora trans recebeu rejeição após derrotar medalhista olímpica. “É injusto”

Mesmo passando por mudanças para se tornar cada vez mais inclusivo, o preconceito e o ódio ainda é algo presente no esporte.

E uma situação desagradável aconteceu com Lia Thomas, que foi recebida com rejeição por seus companheiros de equipe e pelo público em geral durante uma premiação. Em competição organizada pela NCAA, a atleta, que disputou na categoria masculina até 2019, foi campeã dos Estados Unidos na prova de 500 jardas.

Lia recebeu forte rejeição por parte de suas companheiras e pelo público após vencer a medalhista de prata de Tóquio 2020, Emma Weyant. Todos os presentes acusaram Lia de ser injusta por competir contra mulheres.

As pessoas expressaram seu descontentamento com cartazes como “salve o esporte feminino” e “É um homem”. Até as nadadoras ficaram contra Thomas e se separaram dela durante a foto oficial.

Quando Emma Weyant recebeu a prata , os participantes aplaudiram, para mostrar quem realmente apoiam.

Infelizmente, a presença de Lia Thomas em eventos oficiais tem causado discussão, com muito ódio e intolerância.

Thomas afirmou que segue um regime rígido para sua transição para se tornar uma mulher e até agora não comentou nada sobre a reação do público nesta competição.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.