Animais

Mamãe elefanta leva seu filhote para conhecer aqueles que salvaram sua vida

Mamãe elefanta leva seu filhote para conhecer aqueles que salvaram sua vida

Yatta é uma elefanta de 20 anos que mal podia esperar para mostrar seu bebê às pessoas muito importantes em sua vida: seus tratadores no refúgio David Sheldrik Wildlife Trust (DSWT) no Quênia.

O engraçado é que Yatta foi solta há 8 anos e deixada em estado selvagem, porém, ela voltou ao santuário depois de tanto tempo com seu filhote recém-nascido, que ela queria presentear as pessoas que cuidavam dela desde que ficou órfã em 1999.

Yatta foi recebida no santuário quando tinha apenas 9 meses de idade, havia ficado órfã recentemente e foi decidido que ela seria criada por humanos junto com outros elefantes que estavam na mesma situação.

 Advertising

O encontro emocionante foi capturado em vídeo e é claramente visto como ele apresenta seu bebê. Os guardiões do lugar o chamavam de primogênito de Yoyo e Yatta Yetu.
Nas palavras dos cuidadores “Ela é uma mãe orgulhosa. É uma demonstração absoluta de confiança e carinho, ela trouxe seu novo bebê para conhecer as pessoas que a salvaram”

“Não apenas salvamos um bebê órfão e o criamos, mas ela também retornou com sucesso à natureza e começou sua própria família. Para os elefantes, a família é tudo, então não é surpresa que eles escolham compartilhar seu novo membro da família com seus antigos tratadores humanos, porque eles são parte de sua família”, disse Rob Branddorf, um dos tratadores.

Esta foi uma experiência maravilhosa para os guardiões do santuário. Ver Yatta novamente e ser escolhida para a chegada de seu segundo filhote é algo que os deixou muito felizes. Além dessa experiência, eles também testemunharam vários nascimentos de elefantes órfãos que cresceram com Yatta.

Este evento significou uma nova esperança para a organização e para o mundo. A DSWT é responsável por resgatar centenas de elefantes órfãos e maltratados por ano, infelizmente na maioria dos casos é graças aos humanos que esses infortúnios ocorrem.

É claro que o trabalho dos socorristas está levando a resultados satisfatórios na reintegração desses elefantes na natureza.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.