Estudante de 16 anos construiu seu próprio carro com materiais reciclados para ir à escola

A engenhosidade de quem faz coisas úteis com descartes vem chamando a atenção nas redes sociais.

Aqui falaremos sobre um jovem mexicano que, aos 16 anos, teve a ideia de construir seu próprio veículo com componentes recuperados com a ajuda de seu pai, em um período de apenas dois meses.

Rosvel Emir Cruz Herrera é um estudante de 16 anos que cursa o ensino médio no Colégio Nacional de Educação Profissional Técnica em El Fuerte, Sinaloa, México.

Ele faz parte do grupo de informática e junto com seu pai criou seu próprio veículo para se transportar para as aulas todos os dias da comunidade de Los Ayones, que fica a 3 quilômetros (o equivalente a 1.094 jardas) de sua escola.

Em entrevista ao canal do YouTube ‘LINK Sinaloa’, em 18 de novembro de 2022, a jovem estudante explicou que a ideia surgiu após assistir a tutoriais em vídeo nas redes sociais.

“Estava no Facebook e saíram fotos de carrinhos, também no YouTube. Então pensei que poderia fazer um, então com os materiais que tinha em casa fiz. Tinha um pequeno ATV e as ferramentas, guiava-me pelos vídeos que apareciam no Facebook e gostava deles para os implementar no meu”.

O mais incrível é que Rosvel junto com o pai fizeram o carrinho reciclando lixo, já que o jovem utilizou as peças de um quadriciclo, uma motocicleta e uma máquina de lavar. Recorreu mesmo a peças de ferro que já não usava em casa.

“Tem a suspensão dianteira e os braços de direção do pequeno ATV, o triângulo traseiro também é do ATV. O motor é de moto e o resto é cano puro que a gente estava fazendo. O tanque de combustível é de uma bomba de pressão de água, mas a entrada e a saída [de combustível] são do tanque de outra motocicleta. Tem freio, acelerador, embreagem e alavanca de câmbio, enquanto o volante é uma corrente que demos forma redonda com um balde. O chão é o lençol de uma máquina de lavar e o assento me foi dado por um tio”.

O carro que o jovem construiu levou dois meses para ficar pronto e depois passou por duas semanas de testes antes de o aluno receber permissão para levá-lo à escola. Durante sua conversa com LINK Sinaloa, ele admitiu que não o empresta a seus colegas de trabalho porque tem medo de que eles se machuquem ou danifiquem o veículo por não entenderem como operá-lo.

Rosvel admitiu que gasta cem pesos por semana com gasolina, então ter um carrinho de lixo lhe pouparia dinheiro, o que é uma das vantagens de ter um (o equivalente a aproximadamente cinco dólares). Isso se deve ao fato de que o desempenho do motor de uma motocicleta é comparável ao de um motor de carro.

O comentário final que o jovem mexicano fez foi que, graças à publicação que a escola fez de seu veículo, seu caso se tornou global no Facebook. Como resultado, ele recebeu uma série de comentários, tanto favoráveis quanto negativos, pelos quais agradece, pois o ajudam melhor.

“Os do campus já vinham me pedindo a foto há algum tempo, mas eu não quis porque não gosto de câmeras nem nada do tipo. Depois comecei a receber mensagens e as postagens sobre isso aumentaram muito. Acho que tenho um longo caminho a percorrer [para terminar o veículo], tudo o que quero fazer está 70% pronto e reconheço que há opiniões conflitantes sobre meu projeto, mas continuarei trabalhando para torná-lo perfeito e seguro . Agradeço os comentários bons e ruins, porque posso aprender com eles. Tenho 16 anos e ainda tenho tempo para aperfeiçoar e criar”.

Emocionante a história deste jovem, não é mesmo? Compartilhe para que todos os seus amigos conheçam sua história!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.