Inspiração

Vovó de 94 anos ainda trabalha como contadora e não pretende se aposentar

Vovó de 94 anos ainda trabalha como contadora e não pretende se aposentar

Contadora dedicada, Marina de Auqué trabalha na área há muitos anos e não tem intenção de se aposentar tão cedo.

Marina de Auqué tem 94 anos, mas apesar de sua idade não ser atrativa para o mercado, ela acredita que pode continuar trabalhando como contadora.

Marina de Auqué tem 94 anos mas parece que a sua idade não representa uma limitação para a prática, Marina ganhou atenção mundial após história ser publicada nas mídias sociais pela sua sobrinha-neta Natalia González publicar uma foto nas redes sociais em que sua tia Marina é vista. Na descrição, ela descreveu uma parte da jornada de vida de sua avó.

“Apresento a vocês minha tia-avó Marina, ela tem 94 anos, ainda trabalha como contadora e nunca passou pela sua cabeça se aposentar”, escreveu a jovem.

Para mostrar o quanto o admira e estima, dedicou-lhe algumas palavras ternas que rapidamente se tornaram populares. “Ela está sempre estudando, lendo e seu cabelo e unhas estão impecáveis. Ele teve 5 filhos. Eu te amo tia, você é de admirar”, acrescentou.

A mídias sociais infelizmente dão voz a indivíduos que só sabem criticar ou ofender pessoas ou opiniões. E foi isso que aconteceu com esta idosa, diversos usuários foram à publicação para condenar a escolha de Marina de trabalhar nessa idade, afirmando que isso desvalorizava as potenciais contribuições dos jovens para a sociedade e que isso os tiram empregos e oportunidades.


Mesmo diante das críticas pesadas, Natália não se calou e começou a contar a trajetória da tia-avó na carreira de profissional. “Quero esclarecer que ela existe, é real e se chama Marina de Auqué, tem 94 anos, é de Barranquilla, na Colômbia, e é a mulher mais empoderada que conheço”.

Embora Marina tenha sido acusada de tirar oportunidade de empregos de outros jovens que também querem ganhar experiência na área profissional, Natalia declarou que na idade dela e depois de muitos sacrifícios, Marina já tem sua própria consultoria, onde gera empregos.

«Minha tia Marina, foi a primeira mulher fiscal da Colômbia e uma das primeiras contadoras, ela é uma dessas pessoas honestas, que diz a verdade na sua cara, mesmo que você não goste, é por isso que seus clientes confiam ela e ainda consultar”..

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.