Curiosidades

Diretor de “Titanic” finalmente revela o motivo pelo qual Jack não coube na porta

Diretor de “Titanic” finalmente revela o motivo pelo qual Jack não coube na porta

Desde que o filme “Titanic” foi lançado em 1997, a fita foi vista por milhões de pessoas além das especulações de que na cena do naufrágio, tanto Rose quanto Jack caberiam na porta flutuante.

Embora essa cena seja uma das mais tristes da história do cinema, isso não impede que seja criticada pela falta de “lógica” do personagem.

Bem, um dia chato na vida de Cameron, ele finalmente decidiu compartilhar a verdade de uma vez por todas, então paramos de fazer teorias da conspiração ou vídeos no YouTube para provar que Jack poderia ser salvo. Segundo o diretor, a resposta é bem simples.

Durante uma entrevista para a Vanity Fair , James Cameron detalha que se tratava de uma “ decisão artística para a cena ”, pois o personagem de Jack tinha que morrer.

Ele também disse que seria “muito bobo para Jack sobreviver” era um absurdo e considerou as pessoas ainda discutindo sobre isso muito bobo também.

“O filme é sobre morte e separação, ele teve que morrer. Então, se fosse a porta, ou uma chaminé caísse sobre ele, ele ia morrer. Isso se chama arte, as coisas acontecem por motivos artísticos, não por motivos físicos”, disse o diretor.

Ele também comentou que o portão/jangada foi calibrado para que apenas uma pessoa pudesse sobreviver.

“Passei dois dias na água com um pedaço de madeira tornando-o flutuante o suficiente para suportar apenas uma pessoa sem se molhar, para sobreviver às 3 horas que levou para o navio de resgate chegar”, explicou ele.

Assim, Cameron pôs fim às teorias da internet que o criticavam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.