Histórias reais Inspiração

Após a separação, ele decide adotar o filho de sua ex-companheira: “Pai não é aquele que gera, mas aquele que cria”

Após a separação, ele decide adotar o filho de sua ex-companheira: “Pai não é aquele que gera, mas aquele que cria”

O ditado de que pai é quem cria e não o que gera cada vez se torna mais realidade. Gonzalo Egas é um homem que pôs este ditado à prova quando se propôs criar o filho da sua ex-companheira com todos os requisitos de um pai biológio: amor, responsabilidade, respeito e paciência.

O pai biológico da criança não dava nenhum tipo de assistência que ele precisava e não era presente na vida da criança.

Gonzalo fez uma participação no reality show espanhol chamado “Oposing Worlds” em 2012, e foi lá que ele conheceu sua antiga companheira, que já tinha um filho de um ano na época.

O relacionamento de Gonzales e Wilma durou cinco anos, e durante esse tempo, o homem se apaixonou pelo pequeno Noah de apenas um ano de idade, a relação entre os dois só se fortalecia e o vínculo entre pai e filho foi criado.

Eles saiam para brincar, jogar futebol e fazer coisas de pai e filho. Pouco a pouco, o homem foi conquistando a confiança de Noah. Os dois estavam tão próximos que Gonzales decidiu ficar com a guarda da criança mesmo após a separação da sua esposa, em 2017.

O pequeno Noah adorava Gonzalo e se recusou a deixá-lo ir, ele o via como seu verdadeiro pai, já que cresceu com ele e esteve presente em todos os seus momentos.

Wilma sabia que o seu pequeno filho adorava Gonzálo e decidiu que poderia compartilhar a guarda do pequeno Noah com ele.

Gonzalo ensinou a Noah o verdadeiro significado do amor.

Hoje Gonzalo e Noah passam duas semanas por mês juntos, Gonzalo está sempre disposto a ajudar o pequeno Noah, desde que lhe ensinou o verdadeiro significado do amor incondicional e da paternidade.

Wilma Gonzales falou sobre seus pensamentos sobre o relacionamento de Gonzalo com seu filho Noah em uma entrevista. “Ele sabe que Gonzalo é o pai que cuida mesmo dele, que está com o dia a dia, o pai dele mesmo (…) Agradeço muito ao Gonzalo por ser sua figura paterna, adoro a relação que eles têm, que eles escolheram um ao outro como pai e filho. Em algum momento eu queria sair do país e parte dos motivos para não sair foi por causa do relacionamento de Gonzalo e Noah. Meu filho não pode conceber ficar sem seu pai. “

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.