Curiosidades

“Ninguém me parabenizou pela chegada da minha filha”, desabafa mãe de bebê com síndrome rara

“Ninguém me parabenizou pela chegada da minha filha”, desabafa mãe de bebê com síndrome rara

Eliza, a mãe, clama por uma sociedade de sensibilidade para crianças especiais e não discriminação com base na aparência física. Uma situação muito difícil de lidar, junto com sua filha que nasceu com uma síndrome rara.

“Ninguém me deu os parabéns pela chegada da minha filha” uma história que uma mãe sofreu em sua vivência com a maternidade por conta da rejeição, da discriminação. Sendo o nascimento de um bebê, o momento mais feliz de suas vidas, para outros não foi uma surpresa agradável.

Eliza em entrevista ao Love What Matters, ela comentou que sempre quis engravidar, sendo um sonho que ela sempre compartilhou com o marido. Já mãe de uma menina com uma síndrome não muito conhecida, ela resolveu falar por todas aquelas mães que ficam em silêncio, quando o filho apresenta várias condições em que a maternidade não é perfeita.

Veja também:  Amigas se vestem de forma idêntica e provam que a beleza não tem padrão

Durante a doce espera, todos esperaram pela chegada de uma garota, a quem ela chamaria de Bella e imaginando as feições físicas e como ela poderia se parecer, mudando toda essa situação de um momento para o outro.




Antes de engravidar, ela quebrou a bolsa e isso preocupou muito Eliza. Ela imediatamente foi para o hospital e quando trabalho de parto acontecem, acontecimentos estranhos começam a ficar evidentes, pois os médicos conversam muito.

O trabalho de parto demorou 12 horas, até que a pequena Bella veio ao mundo. Ao conhecer o bebê, percebeu algo estranho em seu ouvido, mas não deu muita importância, pois ouvira dizer que bebês nascem enrugados.

 Publicidade

Os olhares ao seu redor indicaram que algo estava errado, após muitos exames médicos Bella foi diagnosticada com Treacher Collins, uma doença de origem hereditária que não permite o desenvolvimento de alguns ossos e tecidos de seu rosto.

Veja também:  Pesquisadores conseguem fazer o primeiro mapa genético completo do mamífero mais raro do mundo

Eliza e seu marido se esforçam diariamente para oferecer o melhor da vida à filha, e ela se orgulha de cada vitória da família, dizendo que não mudaria nada em sua realidade, pois a transformou em uma pessoa melhor.

 Publicidade

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

1 Comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.