Inspiração

Jovem transforma toneladas de roupas descartadas em tijolos resistentes ao fogo

Jovem transforma toneladas de roupas descartadas em tijolos resistentes ao fogo

Clarisse Merlet era estudante de arquitetura em 2017 quando percebeu a quantidade de resíduos têxteis gerados a cada ano. Na França, estima-se que existam cerca de 4 milhões de toneladas, e isso é apenas uma fração do que é jogado fora em todo o mundo; nos Estados Unidos era de 17 milhões de toneladas há três anos. Muito pouco dessas roupas descartadas é coletado para reutilização ou reciclagem: menos de um terço na França e metade (15%) nos Estados Unidos.

Merlet estava ciente da diminuição dos recursos naturais e do enorme desperdício inerente à indústria da construção. Ele pensou que poderia haver uma maneira melhor de construir que reduzisse a demanda por material virgem e aproveitasse os recursos já extraídos. Foi assim que ele teve a ideia da FabBRICK, sua premiada empresa que fabrica tijolos decorativos e isolantes a partir de roupas velhas.

O componente básico dos tijolos é a roupa desfiada, que Merlet compra já moída de um fornecedor na Normandia.

Cada tijolo usa o equivalente a duas ou três camisas, qualquer tipo pode ser usado, não só algodão, mas também poliéster, elastano, PVC, etc…

As sobras são misturadas com uma cola ecológica que ela mesma desenvolveu e depois prensadas em um molde de tijolos. Este molde usa compressão mecânica para formar os tijolos, por isso não requer mais energia do que um trabalhador humano para pressioná-lo. Os tijolos molhados são removidos do molde e deixados secar por duas semanas antes do uso.

No que diz respeito à construção, os tijolos não podem ser usados ​​para obras estruturais, mas Merlet está trabalhando nisso e espera que possam ser no futuro.

Para já, são resistentes ao fogo e à humidade e constituem um excelente isolante térmico e acústico. Eles são adequados para separar salas e decorar paredes em lojas (especialmente onde roupas são vendidas).

Os tijolos podem ser encomendados em quatro tamanhos diferentes, podem ser usados ​​para fazer móveis como luminárias, mesas, banquetas, etc.

Desde a nossa criação no final de 2018, já projetamos mais de 40.000 tijolos que representam 12 toneladas de têxteis reciclados.

FabBRICK pode personalizar a cor da parede com as roupas que você decidir reciclar. Merlet experimentou fazer tijolos com máscaras cirúrgicas esmagadas, um uso potencial interessante para alguns dos resíduos relacionados à pandemia que agora vemos em todo o mundo.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.