Animais

Homem palestino dedica sua vida resgatando cães na Faixa de Gaza

Homem palestino dedica sua vida resgatando cães na Faixa de Gaza

Saeed el Aer, conhecido como “Doutor Dolittle palestino”, é um homem de 45 anos que dedica sua vida a resgatar cães na Faixa de Gaza. Este homem é um anjo para centenas de cães abandonados que habitam as ruas.

Entre os muitos problemas que Gaza enfrenta, de conflitos a desabrigados, cortes de energia e falta de água potável, Saeed el Aer dedicou sua vida a dar uma chance aos cães necessitados.

Durante meses, ele percorreu as ruas de Gaza em busca de cães abandonados, ganhando sua confiança, alimentando-os e após recuperá-los, procurando por lares responsáveis.

Saeed el Aer, que ajudou a criar a Sulala Association For Animals Care disse:

“Patrulhamos as ruas e os alimentamos por vários dias ou semanas até que se acostumem conosco. Então nós os pegamos e os trazemos para a associação.”

Saeed el Aer estima que gastou mais de 18.000 euros cuidando dos 50 cães que resgatou até o momento.

Essas despesas incluem contas do veterinário e aluguel de uma fazenda com um terreno de 0,2 hectares, onde vivem os cães que ele resgatou.

 Publicidade

A fazenda está localizada em Zahra, no sul de Gaza, onde alguns voluntários alimentam os cães cozinhando com lenha.

Quando os animais são trazidos para a fazenda, eles são deixados amarrados por alguns dias até que fiquem mais dóceis e possam se mover livremente pela fazenda e cumprimentar os visitantes.

Saeed disse:

«Já me conhecem perfeitamente. Assim que chego com o carro, eles aparecem de todos os lados da fazenda e vêm correndo em minha direção.”

Saeed el Aer diz que está muito surpreso com o grande número de habitantes de Gaza que querem visitar a fazenda e alimentar e cuidar dos animais.

Eles geralmente nunca são mantidos dentro de casa, mas o Islã não os proíbe de serem mantidos como animais de estimação. Cuidar de animais de estimação é um dos princípios da fé, e ter um cão de guarda ou um para ajudar na caça não é incomum.

A página da associação no Facebook se tornou bastante popular no pequeno território palestino e com todos aqueles que se voluntariam para ajudar a treinar e domar os animais, e levá-los a passear pelas ruas de Zahra.

“Eu amo cachorros”, disse Nasser Abu Taqqeya, um homem de 48 anos do centro de Gaza com seis filhos que planeja adotar um cachorro chamado Rex. “Vou levá-lo para que meus filhos possam brincar com ele e cuidar da casa para nós”, acrescentou.

Se aqueles que adotam não conseguem cumprir essas regras, “Você pode nos ligar e vamos levá-lo de volta para a fazenda”, acrescentou Saeed.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.