Ilha das cobras: é considerado o lugar mais perigoso do mundo e fica no Brasil

Ilha da Queimada Grande 

Seu nome é Ilha da Queimada Grande e fica a 35 quilômetros da costa brasileira, no meio do mar. É uma ilha que certamente ninguém quer pisar. Uma lenda local conta que o último pescador que ousou chegar muito perto de suas margens foi encontrado dias depois à deriva em seu barco , sem vida cercado por uma poça de sangue.

Por que a ilha das cobras é o lugar mais perigoso do mundo?

De fato, é perigoso pisar nela, tanto que as autoridades brasileiras declararam ilegal a visita a este local. O perigo da ilha está cimentado na forma de cobras, em particular a jararaca-ilhoa, uma espécie de víbora que é uma das mais perigosas do mundo.

Estes animais podem medir mais de um metro e meio de comprimento e acredita-se que existam mais de 3.000 exemplares desta espécie a viver só nesta ilha. O veneno das víboras é tão poderoso que um humano mordido por elas pode morrer em 1 hora se um antídoto não for administrado.

A “Ilha da Serpente” é desabitada, mas até o final da década de 1920 tinha uma população pequena. De acordo com os mitos locais, a família que cuidava do farol da ilha morreu devido a picadas de cobra que entraram em suas casas. Hoje em dia a marinha costuma visitar o farol periodicamente para fazer manutenção, além de fazer rondas para garantir que nenhum curioso se aproxime.

Ilha da Queimada Grande

Onde fica a Ilha da Queimada Grande?

A ilha fica a apenas 30 km de distância das praias de Itanhaém e Peruíbe, e mesmo sabendo que é perigoso e punível por lei visitar o local, este local ainda é um ponto chave para certas pessoas. O veneno da jararaca-ilhoa tem mostrado potencial para combater problemas cardíacos, razão pela qual tem sido procurado no mercado negro. Para alguns criminosos e cientistas ambiciosos , o dinheiro que podem ganhar capturando uma dessas cobras é atraente , apesar do perigo eles podem correr ao fazê-lo.

Por que existem tantas cobras nesta ilha?

Sem rodeios, atualmente é devido ao aquecimento global, por um lado, e à deriva continental natural, por outro. A Ilha das Cobras estava anexada ao Brasil, porém, devido à deriva continental dos últimos 10.000 anos, isso transformou essa massa de terra em uma Ilha, porém, existem cobras que sabiam nadar. Somado à deriva, a elevação do nível do mar devido ao aquecimento global fez com que as cobras optassem por não tentar atravessar a água, já que as correntes marítimas são mais fortes.

Por isso, esses animais acabaram isolados na Ilha da Queimada Grande e evoluíram de forma única ao longo dos séculos. Essas víboras não têm grandes presas, então desenvolveram venenos poderosos para poder caçar pássaros que se aproximam da Ilha.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.