Inspiração

Gari consegue se formar e agora é advogado: “Nunca desista dos seus sonhos”

Gari consegue se formar e agora é advogado: “Nunca desista dos seus sonhos”

No município de Tibau do Sul, mora Flávio Silva, um homem de 39 anos que sempre batalhou pelos seus sonhos, apesar das difíceis dificuldades que viveu. O sonho deste trabalhador era ser advogado, e apesar dos enormes obstáculos, ele nunca desistiu e começou a estudar Direito. Com seu diploma acadêmico e história inspiradora, muitas pessoas o admiram agora.

Além de casado, Silva também é pai de dois lindos filhos. O sustento de sua família era fruto do trabalho que ele exercia nas ruas. Por esse motivo, seu desejo de aumentar sua renda e poder dar uma qualidade de vida melhor para sua família o fez lutar ainda mais pelo seu sonho de se tornar advogado. No entanto, ele sabia que não podia largar o emprego para estudar em tempo integral. Então, ele trabalhou e estudou por 6 anos.

«Virei auxiliar administrativo no Detran, fui para a Guarda Municipal de Tangará e fui para o varredor de Tibau do Sul. Lá assumi, sabendo que vinham dois ônibus escolares para Natal. E o que eu precisava era isso, era o ônibus para vir para a universidade”, declarou Flávio para o G1

A rotina de trabalho de Flávio começava às 5h da manhã, nesse horário ele já estava limpando as ruas de Tibau do Sul. Ele concluia sua carga horária de 6 horas, no calor ou na chuva, e depois corria para a cidade de Natal, onde ficava sua escola. O homem tihna que viajar de ônibus escolar por cerca de duas horas. Ele voltava para casa exausto no final de cada dia, só conseguia dormir três horas por dia devido à sua condição.

O sonho de se tornar advogado estava sempre na mente de Silva enquanto varria, então ele não se importou com os obstáculos e superou todos eles.

“Essa palavra não existe no meu dicionário: desistir”, disse ele.

O primeiro desafio de Silva era entrar na faculdade de direito, e para conseguir custear as mensalidades por um valor melhor, ele teria que passar por um exame. Felizmente, Silva conseguiu a aprovação no exame e foi aceito na universidade particupar em Natal.

Para ter certeza de que ele não perderia essa chance única na vida, Flavio perguntou ao seu superior se poderia começar seu turno mais cedo do que o habitual, desta forma, ele teria mais tempo para estudar e se integrar em grupos de estudos com os demais colegas de faculdade.

Durante seis anos, Flávio enfrentou uma jornada de muito estudo e trabalho. Ele acordava todos os dias às 5 da manhã, e conseguia dormir apenas três horas, isso durante 6 anos. Mas em 13 de Março deste ano, ele recebeu a licença para excercer sua profissional, e naquele momento, ele viu que todo o seu esforço e dedicação, valeu a pena.

“Quando vi o resultado, que eu havia passado no vestibular, chorei por quarenta minutos. Lembrei de todo o sacrifício que passei”, disse Flávio.

“Se você tem seu sonho, não desista. Você pode estar em qualquer profissão, mas vá em frente. Temos que encontrar uma solução, mas nunca desistir”, concluiu.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.