Histórias reais Vinicius Delmondes

Coreano que viajou para o Ceará para conhecer namorada brasileira pede ela em casamento

O coreano Yang Seok, de 28 anos, e a universitária Luísa Vitória Ribeiro, de 20 anos, têm uma história de amor que culminou em um emocionante pedido de casamento. Esse pedido aconteceu na quinta-feira (5) na praia do Cumbuco, em Caucaia, na Grande Fortaleza, e foi narrado com entusiasmo por Luísa Vitória.

O cenário desse momento especial foi a praia do Cumbuco, onde o casal se encontrou durante uma viagem que Yang fez da ilha de Jeju, na Coreia do Sul, até o interior do Ceará, em Sobral, para conhecer pessoalmente sua namorada de longa distância, com quem mantinha um relacionamento pela internet ao longo de um ano. A história deles ganhou destaque quando começaram a compartilhar suas aventuras no Ceará.

Inicialmente, o visto de turista de Yang permitia que ele permanecesse no Brasil por três meses, mas o casal conseguiu obter a documentação necessária para estender sua estadia até janeiro de 2024. Apesar de Yang ter que retornar à Coreia do Sul em janeiro, eles planejam casar antes disso.

A relação deles começou quando Luísa, que queria aprender inglês, se tornou amiga de Yang. À medida que o namoro florescia, eles passaram a se comunicar principalmente em inglês, além de usar um tradutor online para ajudar na compreensão mútua. A jornada de Yang até o Ceará envolveu três dias de viagem, incluindo quatro voos diferentes e uma longa viagem de táxi de Fortaleza até o sertão cearense, totalizando cerca de 230 quilômetros.

Luísa compartilhou que o relacionamento deles avançou mais rápido do que esperavam. No entanto, agora que estão juntos, Yang abraçou a cultura cearense e sua rotina, desfrutando de pratos locais como tapioca, cuscuz e feijão. Ele também se aventurou em atividades típicas como sinuca e futebol, conquistando a família de Luísa ao longo do caminho. Yang até se arrisca a falar algumas palavras em português, como ‘Oi, bom dia, tudo bem. Desculpe. Eu gosto’.

Luísa relembra que o namoro começou com videochamadas à distância após Yang a pedir em namoro em agosto. Dois meses depois, ele expressou sua intenção de visitá-la e, apesar da incredulidade inicial, o encontro aconteceu, proporcionando a ambos um momento mágico.

Vivendo com a família de Luísa há cerca de um mês, Yang já se familiarizou com suas comidas favoritas: feijoada e guaraná. Ele desenvolveu um gosto especial pelo feijão e o incorporou em suas refeições diárias.

Mesmo enfrentando o calor de Sobral, com uma média de temperatura de 35,9°C, Yang se adaptou bem ao clima, ressaltando que, embora seja quente, é comparável ao clima quente da Coreia do Sul. Agora, o amor de Yang e Luísa está florescendo, e eles aguardam ansiosamente o casamento que planejam realizar antes da partida de Yang de volta à Ásia.

Fonte: G1

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.