Animais Curiosidades

Pela primeira vez na história um raríssimo pinguím amarelo é fotografado

Em uma ilha no Atlântico Sul, o fotógrafo da vida selvagem Yves Adams encontrou o animal incomum: um pinguim amarelo.

Pela primeira vez na história um raríssimo pinguím amarelo é fotografado

Isso é uma raridade: pela primeira vez na história, o fotógrafo Yves Adams capturou a imagem de um pinguim amarelo, ao lado de uma colônia de 120.000 pinguins-reis.

Isso é algo nunca visto antes. Durante sua expedição às Ilhas Giorgias do Sul, localizadas na área da Antártica, o fotógrafo Yves Adams conseguiu capturar o pinguim amarelo específico.

O pinguim amarelo destacou-se dos 120 mil pinguins-reis. Este é um espécime peculiar e único.

Descobri-lo foi um achado e tanto, que certamente permanecerá nos registros da história humana.

Também permitirá o desenvolvimento de projetos de conservação na ilha onde vive este estranho espécime.




 Publicidade

Sua cor se deve ao fato de que as células do pinguim ‘leucístico’ não criam melanina, suas “penas” pretas ficam amarelas.

De suas redes sociais, ele compartilhou a grande descoberta dessa surpreendente mutação genética em um animal tão peculiar.

Ele disse que nunca tinha visto um pinguim assim. Ele comentou que tudo aconteceu em uma expedição de dois meses no Atlântico Sul.

“Certamente valeu a pena”, disse o fotógrafo, e por que não? Se este pinguim é único.

Com certeza ganhou na loteria, pois é muito provável que receba prêmios e condecorações por esse feito.

Agora caberá à comunidade científica, deslocar-se ao local para acompanhar a descoberta e investigar a espécie.

Não há dúvida de que Yves Adams, com suas fotos desse pinguim amarelo, abriu precedentes para novas expedições à ilha, localizada no extremo sul do planeta. Bom para ele!

Com informação de Extremo Mundial

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.