Cães salvam mais de 40 rinocerontes ‘caçando caçadores’

Esses tipos de atividades colocam várias espécies de animais ao redor do mundo à beira da extinção, caçadores arriscam suas vidas em busca de alternativas para levar os restos mortais dos animais, que colocam à venda pelo maior lance em qualquer lugar do planeta.

Às vezes, os protocolos existentes não são eficazes o suficiente para cuidar dos animais que vivem na natureza, mas até o momento uma nova proposta implementada pelo maior parque da África do Sul pode fazer a diferença na proteção dessas espécies. A presença desses cães pode ajudar muito no enfrentamento dos caçadores.

Um grupo de cães treinados conseguiu parar alguns caçadores ilegais, aumentando a taxa de detenções e criando maior segurança para algumas das espécies que vivem no Parque Nacional Krueger na África do Sul:

“De acordo com as autoridades, seus cães ajudaram as equipes de aplicação da lei na região do grande Kruger a capturar 145 caçadores ilegais e apreender 53 armas, aumentando a taxa geral de prisões bem-sucedidas e fornecendo uma nova estratégia para combater a caça furtiva na África”, conforme relatado em 2019 pelo NatGeo

Os cães começam a treinar desde o nascimento e aprendem a lidar com todas as pressões de operações reais antes de irem para o trabalho aos 18 meses de idade.

“Sem os cães, de acordo com a universidade, as equipes de aplicação da lei capturaram em média apenas 3 a 5 por cento dos caçadores furtivos conhecidos. Com a nova unidade canina, a taxa aumentou para 54 por cento, uma melhoria de dez vezes”, disse Theresa Sowry, diretor executivo do Southern African Wildlife College.

Johan van Straaten, um dos treinadores de cães, explica à mídia que “os dados que coletamos para este projeto de aprendizagem aplicada mostram que evitamos a perda de pelo menos 45 rinocerontes desde que os cães começaram a trabalhar em fevereiro de 2018 ″. Na verdade, sua taxa de sucesso chega a 68% em algumas áreas do parque.

Os cães trabalham de várias maneiras, com e sem coleira, seguindo os rastros que encontram no parque. De acordo com Van Straaten, “Parte do segredo do sucesso é que os cães podem rastrear a velocidades muito mais rápidas do que os humanos. Desta forma, o projeto está ajudando a garantir a sobrevivência da rica biodiversidade da África Austral e sua vida, incluindo rinocerontes, que foram afetados por caçadores. ”

Com informação viajeropeligro

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.