Uma história de esperança: Maria, a menina de 7 anos com câncer que venceu o coronavírus

Uma história que nos enche de alegria.

No meio de todas as notícias ruins que o coronavírus nos trouxe, há algumas que nos enchem de alegria.

A história de María Caamano Muñez é uma delas. A menina é uma jogadora de futebol e sofre de câncer. Foi recentemente diagnosticada com COVID-19, que, devido à sua história clínica, a tornou uma paciente de risco.

A menina luta contra um tipo de câncer, chamado verme de Ewing, que se desenvolve dentro ou ao redor dos ossos. Quando ela foi fazer um exame de rotina de seu tratamento, a família recebeu duas notícias: ela estava melhor com seu câncer, mas tinha resultado positivo para o COVID-19.

Por semanas, essa situação controlou a família, eles não puderam ver como ela estava, pois a menina e sua família estavam em quarentena.

Algumas semanas atrás, ela conseguiu voltar para casa, porque em seu segundo teste negativo para coronavírus, pôde ver sua família novamente.

“Hoje eu pude escrever muito, tenho motivos, mas não tenho tempo, porque tudo o que tenho é olhar para eles, finalmente juntos em casa, finalmente boas notícias”, escreveu o pai nas redes sociais.

O pai da menina explicou que, apesar da situação em que viveu, sua filhinha mostra força e um caráter positivo que acaba sendo uma lição para todos ao seu redor.

“Ela é uma garota que, desde muito jovem, sempre foi muito positiva. É surpreendente para todos nós ”, disse. E ainda mais: “ela diz que se não pode jogar, se torna treinadora ou médica”

Sua recuperação, mesmo com tudo contra, conforta muitos que pensam que se infectar é sinônimo de morrer. O vírus pode ser derrotado, mas temos que ter cuidado.

Compartilhe esta excelente história de recuperação. Vamos mostrar apoio a todos aqueles que estão lutando contra o coronavírus.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.